Categoria: DICAS

Como configurar um perfil profissional do LinkedIn

Configurando um perfil profissional no LinkedIn a partir do Wordtracker, a principal ferramenta de pesquisa de palavras-chave O primeiro passo no caminho para o sucesso no LinkedIn é criar um perfil profissional do LinkedIn bem otimizado. A especialista em marketing de blogs Kristi Hines explica como configurar uma. Os perfis do LinkedIn geralmente são classificados na primeira ou na segunda página dos resultados da pesquisa para o seu nome; portanto, você deseja que o seu perfil seja completo se desejar causar uma boa impressão naqueles que o pesquisam. Geralmente, dependendo de estarem conectados ao LinkedIn, elas verão as seguintes informações sobre você na parte superior do seu perfil. Abaixo disso, eles podem ler mais sobre você com base nas informações que você compartilha em seções específicas do seu perfil. A seguir estão as coisas mais importantes a serem preenchidas. Se você já criou seu perfil e deseja editá-lo, faça login na sua conta do LinkedIn e clique em Editar perfil na opção de menu Perfil. Em seguida, clique em Editar ao lado das áreas apropriadas que você deseja modificar. Nome e foto O contrato de usuário do LinkedIn afirma especificamente que você não deve publicar informações imprecisas nos campos designados do seu perfil. Isso significa que você deve apenas usar seu nome e sobrenome reais no campo de nome - sem palavras-chave, símbolos, endereços de email, links ou outras informações diversas. Eles também querem que você use uma foto na cabeça para sua imagem de perfil. Quando se trata da foto do seu perfil, você deve usar uma imagem profissional que corresponda preferencialmente aos outros perfis sociais. Certifique-se de permitir que sua foto do perfil fique visível para todos. Dessa forma, as pessoas com quem você está conectado em outro lugar poderão identificá-lo facilmente no LinkedIn. Título Seu título é uma das partes mais importantes do seu perfil. Ele aparece em vários lugares do LinkedIn, incluindo o seguinte: Nos resultados de pesquisa no Google ... Nos resultados de pesquisa do LinkedIn ... Em convites para se conectar com outros membros ... Em sugestões para outras pessoas seguirem ... No snippet "sobre você" ao lado das perguntas que você responde ... No pop-up quando alguém passa o mouse sobre o seu nome ... Cada vez que você altera seu cargo atual, o LinkedIn sugere que você atualize seu título para corresponder a ele. Se o seu foco principal é promover o cargo e a empresa atuais, é isso que você deve fazer. Mas lembre-se de…

COMO RECONHECER VAGAS FALSAS? VEJA ABAIXO:

Infelizmente, há muitas vagas falsas de emprego na internet. O pior é que, quando você está procurando trabalho, nem sempre consegue diferenciar uma vaga real de uma pegadinha. Não é verdade? Por isso iremos te ajudar! Você se candidata e imediatamente recebe uma ligação Outro sinal claro de que uma oportunidade não é verdadeira é você receber uma ligação imediatamente após fazer a sua candidatura. “É bem comum que alguém entre em contato para oferecer algum serviço”, afirma Thais. Se isso acontecer com você, a dica é não assinar nada, não comprar nada porque você provavelmente tenha caído em uma armadilha. “Vaga não é vendida”, alerta Lia. “Uma empresa séria que anuncia vagas é remunerada pelas empresas contratantes, nunca pelos candidatos”, diz ela. O que o mercado oferece é serviço de recolocação – ou outplacement, em inglês. Esse serviço, sim, é pago pelo profissional, mas uma empresa séria jamais irá oferece-lo por meio de uma vaga falsa que serve de isca. A vaga é muito genérica Se você encontrar um anúncio que vale para qualquer candidato, fique esperto. “É preciso desconfiar de vagas muito genéricas”, afirma Lia. “Possivelmente o objetivo delas não seja encontrar o candidato ideal para um processo seletivo”, explica. O mais provável, na verdade, é que elas sejam mais um chamariz para uma empresa que quer montar um banco de dados e vender serviços a potenciais clientes. Um exemplo de vaga genérica é “profissional de tecnologia com função generalista que tenha mais de dois anos de experiência”. Em qualquer situação, se você estiver desconfiado de uma vaga, vale a pena checar se existem reclamações da consultoria que está anunciando a vaga no Reclameaqui.  “E, lembre-se, consultorias de recrutamento e seleção não cobram nada dos candidatos”, alerta Lia.

COMO SABER SE A EMPRESA ESTÁ CONTRATANDO?

Às vezes, temos vontade de trabalhar em uma determinada empresa, mas não é possível saber se estão contratando. Utilizar as redes sociais pode ser útil para descobrir se há vagas disponíveis, caso você não queira ligar diretamente para a empresa. Uma mensagem de e-mail também pode ser uma oportunidade de contar ao recrutador um pouco sobre você. No entanto, perguntar pessoalmente pode ser mais eficaz, pois dá ao recrutador a chance de conhecê-lo pessoalmente. Busque informações sobre o setor de RH das empresas. Para saber se uma determinada empresa está contratando, você pode conversar com o departamento de recursos humanos, pois eles terão as informações que você precisa. Fale com o gerente de RH ou recrutador. Quando encontrar o contato do departamento correto, envie uma mensagem breve. Descreva rapidamente seu histórico profissional e acadêmico e pergunte se há vagas disponíveis na sua área.[3] Por exemplo, escreva: “Caro Sr. Silva, estou interessado em trabalhar para a Desentupidora XYZ e fui informado de que o senhor é o gerente de recursos humanos. Eu sou um encanador profissional com mais de seis anos de experiência na Desentupidora ABC, onde fui promovido duas vezes. Gostaria de saber se sua empresa está contratando no momento e, caso esteja, como posso me candidatar. Agradeço a consideração”.Se não conseguir encontrar o responsável pela área de contratação e só tiver o contato de um funcionário da empresa, peça para ele passar o contato de alguém do RH. Você pode dizer algo como “Olá! Estou procurando vagas na empresa e gostaria de saber se você pode passar o contato do responsável pelas contratações”. Tente não falar muito sobre si mesmo — isso pode deixar a pessoa desconfortável e não é o tipo de informação que ela precisa saber, a menos que trabalhe no departamento de RH.Procure no site da empresa quem são os responsáveis pelo RH. A maioria das empresas tem uma seção nos sites onde mostra quem são seus funcionários. Pode ser preciso pesquisar para descobrir com quem você deve entrar em contato, mas não desista. A maioria dos departamentos de RH tem pelo menos um endereço de e-mail geral para contato e, frequentemente, uma lista com o e-mail de cada funcionário. Prepare o que você vai dizer. Perguntar sobre as vagas disponíveis pessoalmente é diferente do que fazer isso por escrito. Não haverá tempo para revisar o que foi dito, então, prepare-se com antecedência. Pratique o que você vai dizer, incluindo…

O setor que mais gera emprego no Brasil em 2020:

Mesmo com a incerteza na economia e o alto índice de desemprego, o mercado de trabalho está em recuperação e traz oportunidades. Em especial, setores como saúde, tecnologia e agronegócio Mas há boas notícias para quem procura uma colocação mesmo em um momento difícil, como o atual. Existem atualmente áreas com carência de profissionais por deficiências históricas — como o segmento de saúde —, e outras que estão em transformação por causa de novas tecnologias — como marketing e finanças. A boa notícia é confirmada pelos números oficiais. Ainda que a alta taxa de desemprego (12,3%) atinja 13 milhões de brasileiros, segundo o IBGE, foram criados 474 mil empregos formais nos últimos 12 meses no País, de acordo com o Caged. O maior avanço em postos se deu no Sudeste (227 mil), e proporcionalmente o maior crescimento ocorreu no Centro-Oeste (+1,93%) e no Sul (+1,48%). “O mercado é um organismo que responde às demandas da sociedade”, diz Ricardo Basaglia, diretor geral da companhia de recrutamento Michael Page. Para ele, a tecnologia vem transformando todas as funções, e não só as ultraqualificadas. Um exemplo é a saúde , que passa por um momento de consolidação na gestão de hospitais, laboratórios e equipamentos médicos. Outro é o varejo, em que o ambiente digital era um diferencial, e hoje passou a ser uma questão de sobrevivência. A era do marketing offline também ficou para trás. As mudanças ocorrem em várias áreas. “As multinacionais acham que é fácil contratar por causa da grande base de desempregados. Mas a resposta não está ligada aos números. A qualificação da mão de obra não aconteceu. Quando começou a retomada, os mesmos problemas de antes da crise voltaram”, diz Raphael Falcão, diretor da Hays, empresa de recrutamento e seleção que atua em 33 países. “O ponto positivo é que o mercado de forma geral está mais aberto. É o que acontece com tecnologia, em que se busca um perfil comportamental adequado, e não só técnico.” Segundo ele, o Rio de Janeiro está vivendo um “boom” de petróleo e gás. Em São Paulo, há uma demanda enorme para profissionais bem formados com conhecimento de marketing, principalmente de ferramentas digitais. “Outra área de destaque é o RH, que precisa orquestrar os novos profissionais. Não existem mais os longos ciclos das marcas nas empresas. O RH é peça fundamental para catalisar a mudança da sociedade, como diversidade. É o primeiro a ser impactado. Deixa de ser assistencialista…

Como conseguir um emprego? Podemos te ajudar!

É certo que estar desempregado, ainda mais se for por um longo período, é algo que, com o passar do tempo, vai nos deixando desanimados e pode, até mesmo, nos fazer desistir, como é o caso de 4,8 milhões de brasileiros, que simplesmente desistiram de procurar emprego, mesmo estando em idade para trabalhar, que são os chamados desalentados, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística – IBGE. Se você faz parte destes números que apresentei até aqui, compartilho algumas dicas do que você pode fazer para mudar, efetivamente e na prática, esta realidade e, por fim, encontrar o emprego que tanto necessita neste momento. Confira: Continue de olho no mercado Mesmo fora do mercado de trabalho, é essencial que você se mantenha atualizado sobre informações, tendências e demandas da sua área de atuação ou da área que pretende atuar a partir deste momento. Dessa forma, fica mais fácil identificar as oportunidades de emprego que surgirem e aproveitá-las da melhor maneira possível para sair desta situação de crise. Crie uma rotina Engana-se quem pensa que procurar emprego significa apenas mandar um currículo aqui e outro ali. É preciso criar uma rotina, separar um tempo do dia para procurar emprego, estipular um número de vagas para se candidatar por semana, entre outras ações. Tudo isso vai ajudá-lo a se sentir mais tranquilo e a controlar a ansiedade, já que você terá consciência que está fazendo a sua parte e o que é possível para superar os desafios e encontrar a vaga dos seus sonhos. Utilize a internet a seu favor Por mais que você fique tentado a passar grande parte deste tempo livre navegando na internet, é essencial que você resista a esta tentação e a utilize a seu favor. O que quero dizer é que as redes sociais, por exemplo, são utilizadas para diferentes tipos de interação, inclusive as profissionais, uma vez que elas são grandes aliadas para quem deseja arrumar um emprego rápido. Facebook, Twitter, Google+, LinkedIn, Instagram, entre muitas outras, são algumas das plataformas onde é possível interagir com as empresas, aprimorar o networking, fazendo contato com outros profissionais, ficar a par sobre vagas em aberto, atualizar-se sobre o mercado, entre outras ações. Ainda se tratando da internet, existem sites onde você pode cadastrar o seu currículo e buscar por vagas condizentes com o seu perfil e experiência profissional. Além disso, muitas empresas divulgam em seus sites,…

Dicas para entrevista de emprego online.

Alguns cuidados são essenciais para aparecer frente a frente com o recrutador, mesmo que vocês dois estejam em home office. O processo não fica menos formal por isso e é preciso se preparar de forma adequada. Vista-se adequadamente: “A entrevista online é tão formal quanto a presencial, por isso o candidato deve ter o mesmo cuidado que teria se fosse até o escritório da empresa”, diz Hugo Capobianco, diretor da Career Star Group. Se você usaria terno na entrevista tradicional, deve se preparar da mesma forma para uma o video. Isso demonstra que você se preocupou em ser profissional e que se preparou adequadamente para essa ocasião. Verifique a conexão da internet com antecedência Aproveite para verificar se o microfone está funcionando, se o que você diz pode ser compreendido sem interferências, se a imagem está clara e se a câmera está de fato focada em você. “Claro que pode haver imprevistos, mas é preciso minimizar as chances de problemas ocorrerem, porque uma entrevista em que a conexão fica falhando causa muito cansaço para ambas as partes”, explica Capobianco. Escolha um lugar apropriado “O ideal é escolher um local silencioso, adequadamente iluminado, com fundo branco, em que você não seja interrompido e possa se concentrar no que estará fazendo.” Capobianco conta, por exemplo, que já fez entrevistas em que o candidato tinha ao fundo uma estante cheia de bichinhos de pelúcia, em que o cachorro do vizinho não parava de latir e até em que o candidato estava em um café com muita gente em volta passando e fazendo barulho. “Tudo isso pode atrapalhar a avaliação porque tanto o entrevistado quanto o entrevistador acabam tendo que empenhar muito mais energia para focar no que de fato interessa”, diz ele. Isso pode fazer com que o recrutador perca o interesse em seu vídeo, prejudicando sua continuidade no processo seletivo. Se Prepare! “Quando você sabe para qual empresa é a seleção, prepare-se com antecedência, busque todas as informações que puder sobre ela, entenda o seu segmento, sua posição em relação à concorrência, leia o que foi publicado sobre ela na imprensa”, recomenda Capobianco. Essa atitude pode favorecer o candidato, pois demonstra interesse no negócio da empresa e em sua metodologia de trabalho, além de ser possível identificar se os seus valores pessoais estão de acordo com os da organização. Cuide do seu marketing pessoal Tanto quanto na entrevista presencial, o recrutador espera…

Dicas que irão te ajudar na hora de participar de uma entrevista de emprego

Ainda surgem dúvidas de como se comportar na entrevista de emprego. Por ser uma situação de extremo nervosismo para quem vai ser entrevistado é importante ter em mente algumas dicas que podem fazer a diferença na hora que estiver frente a frente com o recrutador. Primeira Dica – A primeira impressão é a que fica! Ao entrar na sala de entrevista cumprimente o recrutador dando as mãos com firmeza, caso tenho ali presente mais de uma pessoa para te entrevistar cumprimente todos, só forem mais de cinco pessoas , não é necessário cumprimentar a todos, apenas  o responsável pela entrevista. Segunda Dica – Apresente-se com firmeza. Sem prolongar muito o aperto de mão já vá se apresentando, aproveite para dizer quem é você exatamente, sem perder o contato visual com o recrutador. O melhor é usar uma frase comum como : “ Bom dia, Meu nome é Fulano, como vai?”. Nunca passe uma sensação de desânimo ou abatimento. Se por ventura te oferecerem café ou água, aceite, porém tome com naturalidade ao longo da entrevista. Terceira Dica – Fique ligado! Busque pela sintonia no diálogo e se dedique ao máximo na conversa com o recrutador. Lembre-se que este não é um momento de ficar disperso, olhar no relógio ou pela janela. Mantenha uma postura ereta, contato visual e demonstre uma pessoa relaxada e natural. Quarta Dica – O seu tom de voz é importante. Fale com clareza, não exagere no tom de voz, porém não sussurre ou murmure. Pronuncie todas as palavras, responda sempre em frases completas nunca deixe algum assunto no ar. Utilize frases afirmativas e que terminem com um ponto final claro. Transmita ao recrutador confiança, determinação e certeza. Quinta Dica – Assuma seus erros. Saiba errar, se achar que cometeu algum equívoco ou disse algo indevido, corrija o erro e seja sincero informando que está nervoso(a), pois tem grande interesse pela vaga e que por isso acabou falhando. Mantenha a calma e não se preocupe com o erro, com certeza o recrutador irá compreender completamente a situação. Sexta Dica – Muito humor é perigoso. Tenha cuidado com as piadinhas, isso não é hora de fazê-las. O entrevistador também não irá fazer, mas se por ventura ele fizer, dê um sorriso para demonstrar que entendeu. Não seja falso, dê um sorriso e deixe a conversa fluir. Sétima Dica – Tenha certeza do que está falando. Entenda a pergunta…